A dura cobrança de Neto Evangelista contra cortes do Bolsa Família no Maranhão

Conhecedor do programa social como poucos parlamentares no maranhão, o deputado estadual Neto Evangelista (DEM), que comandou a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social de 2015 a 2018, e conseguiu a marca de 92% de atualização cadastral dos beneficiários, fez duras criticas ao critério de cortes dos benefícios na região nordeste, durante a sessão desta segunda-feira (09).
 
De acordo com Neto, dados da Sedes apontam para o corte de pelo menos 150 mil famílias maranhenses no beneficio federal só em 2019.
 
Mostrando-se preocupado com a triste realidade de centenas de famílias maranhenses que dependem do auxilio, Neto apresentou números indignantes de novas concessões.
 
De acordo com o parlamentar, o governo federal contemplou mais 100 mil famílias no mês de fevereiro, dessas, apenas 3 mil famílias no nordeste, mostrando o direcionamento político do governo federal. Neto também criticou a fila de espera das famílias que aguardam o auxílio.
 
O deputado estadual lembrou que os recursos do Bolsa Família são federais e os municípios não exercem qualquer gerencia sobre estes recursos.
 
Mais Bolsa Família
 
Diferente do Bolsa Família, onde os critérios são definidos pelo Governo Federal, o programa Mais Bolsa Família é uma iniciativa estadual e foi criado durante o período em que o deputado estadual comandou a Sedes.
 
Criado em 2015, o Programa Mais Bolsa Família garantiu transferência de R$ 46,00 por cada filho na Escola e contabilizou auxílio de mais de R$ 70 milhões para famílias carentes do Maranhão logo no primeiro ano do Programa.