Suposto espião da Abin liga para secretários do Maranhão em busca de informações sobre respiradores

247 – Os secretários do governo do Maranhão estão recebendo ligações de um suposto agente da Agência Brasileira de Inteligência (Abin) acerca da operação que trouxe respiradores chineses, passando pela Etiópia, para o tratamento de pacientes infectados pela Covid-19. Segundo reportagem da coluna Painel, da Folha de S. Paulo, o agente, que teria se identificado como Mauro, queria informações sobre os envolvidos e a forma como a operação foi desenvolvida.

Nesta segunda-feira (20), A Receita Federal disse que a operação –  onde o  desembaraço dos equipamentos foi feito Receita maranhense não em São Paulo, de maneira a evitar de que os equipamentos fossem retidos ou confiscados pelo governo federal – foi ilegal e que iria processar os envolvidos.

Ainda de acordo com a reportagem, o suposto agente teria confirmado que trabalha na Abin. Em nota,  a Abin disse não ter “qualquer informação sobre essas supostas ligações”.